As principais tendências em RH

Você sabe quais são as principais tendências em RH? Vejamos: a pesquisa Deloitte Global apontou que houve uma deterioração do otimismo na mente dos millennials — devido à desigualdade de renda, à falta de mobilidade social e ao pessimismo econômico.

Considerando esse pessimismo e que o setor de RH é um dos mais afetados pela inovação e pelo comportamento no trabalho, você sabe como lidar com essas situações (desta e de outras gerações) dentro de uma organização?

Para ajudar, preparamos um conteúdo com as principais tendências em RH para você refletir. Vamos lá?

Inteligência artificial

A inteligência artificial (IA) não surge apenas para automatizar as tarefas e os processos dentro da empresa. Ela se torna um facilitador para as marcas alcançarem os seus objetivos. A IA potencializa as tarefas complexas e especializadas, facilitando a organização e a rotina trabalhista.

No entanto, de acordo com a Deloitte, há um certo pessimismo quando falamos em automação de processos robóticos. Isso acontece porque há a probabilidade de a empresa contratar mais funcionários a curto prazo para construir e aprimorar a tecnologia, no entanto, pode não haver tempo suficiente para que o funcionário adquira as habilidades e experiências necessárias para o cargo.

Robótica

relatório anual sobre o capital humano da Deloitte apontou que a robótica, a inteligência artificial e a automação são tendências vitais para o setor de RH. Para você ter uma ideia: 42% dos gestores acreditam que esses recursos serão implementados na empresa onde trabalham em menos de cinco anos.

Na prática, um robô pode ser responsável por selecionar o candidato ideal para determinada vaga; consultar a solicitação de férias de determinado funcionário (conferir datas e critérios legais) e responder via chatbot. Além disso, ele pode indicar qual é o funcionário que deve ser demitido e apresentar a lista de razões.

Novo tipo de liderança

O novo tipo de liderança exige uma visão muito mais estratégica de todo o ambiente organizacional. Afinal, os gestores de RH já estão sendo cada vez mais cobrados por gerenciar e mobilizar as pessoas dentro da empresa.

Portanto, é preciso criar condições para que os líderes tenham capacidade para inspirar o time e conduzir o crescimento da empresa. Além disso, o setor de RH deve ficar de olho em possíveis futuros líderes, já na contratação do funcionário (mesmo que essa não seja a sua função inicial na empresa).

Superempregos

De acordo com a Deloitte, superemprego é quando os funcionários ultrapassam as barreiras dos seus cargos atuais, superando às expectativas e trabalhando com uma superprodução (eles sobem de nível hierárquico rapidamente e, consequentemente, recebem mais por isso).

Dessa maneira, eles combinam as suas habilidades técnicas com análise de dados, experiência e planejamento estratégico para trazer ganhos significativos em produtividade — assim, são pessoas que sabem trabalhar com máquinas, algorítmicos inteligentes e dados.

Business intelligence

O uso do business intelligence também é uma das principais tendências em RH. Essa metodologia ajuda em diversas situações, principalmente na hora de tomar decisões estratégicas.

O uso inteligente de dados permite avaliar as tendências comportamentais dos colaboradores, melhorar o desempenho e desenvolver os melhores profissionais.

E aí? O que você achou do nosso conteúdo e das reflexões sobre as principais tendências em RH? Se você gostou, aproveite para entrar em contato e conversarmos sobre as novidades do nosso segmento!